terça-feira, 5 de outubro de 2010

Como se desenvolve o trabalho de parto

Muito boa as informações deste site, retirei algumas partes que não aconselho serem seguidas de imediato, salvo alguns casos. Então editei da maneira que achei melhor. Estas informações foram retiradas dos site: http://brasil.babycenter.com/pregnancy/parto/estagios-parto/


Os estágios do trabalho de parto 


O trabalho de parto se divide em três estágios. No primeiro estágio, acontecem as contrações que levam à dilatação do colo do útero, cujo orifício abre 10 centímetros. 

Depois vem o segundo estágio, o de expulsão, quando você tem de fazer força. 

O terceiro estágio é a saída da placenta, depois que o bebê nasce. 

Primeiro estágio: fase inicial ou pré-trabalho de parto 


A fase inicial também é chamada de fase latente ou pré-trabalho de parto. O útero começa a se contrair em intervalos regulares. As contrações vão ficando cada vez mais dolorosas, o que não acontecia com as contrações de treinamento (ou de Braxton Hicks), que eram irregulares e não chegavam a doer muito. 

Cada mulher tem seu próprio ritmo de trabalho de parto. Algumas nem percebem as primeiras contrações e já dilataram vários centímetros quando se dão conta. 

À medida que o colo do útero começa a dilatar, sua posição na pelve muda, e ele avança. Também fica mais flexível e fino. 

Sinta, por exemplo, a textura do seu nariz: ele é firme. Agora sinta os seus lábios: eles são macios e flexíveis. O colo do útero originalmente é como o nariz, e tem de ficar da textura dos seus lábios. 

O que você pode fazer 

Você pode ficar em casa, sair para dar uma volta a pé, assistir a um filme no vídeo, fazer os últimos preparativos, tomar um banho ou dormir um pouco. Relaxe o máximo que puder, apesar da ansiedade. 

Se fizer muito tempo que você não come nada, coma algum carboidrato ao primeiro sinal de que pode ser trabalho de parto mesmo, porque depois, no hospital, os médicos preferem que se fique em jejum -- até de água. 

Avise o médico sobre as contrações: ele vai querer se programar, mesmo que ainda falte bastante tempo para o parto em si. Essa fase pode durar muitas horas. 

Primeiro estágio: segunda fase, o trabalho de parto ativo 


Você estará em trabalho de parto ativo quando seu colo do útero tiver dilatado de 3 a 4 centímetros. As contrações vão ficando mais fortes e mais frequentes, e talvez mais longas. Elas podem chegar a intervalos de três em três minutos, e durar de 60 a 90 segundos. 

O que você pode fazer 

Vá para a maternidade, de preferência tendo consultado primeiro o médico por telefone. As contrações vão começar a vir uma em cima da outra. Tente ouvir o que diz o seu corpo. Será que você ficaria mais confortável numa outra posição? Ir ao banheiro ajudaria? Ou andar um pouco? 

A respiração e o relaxamento são essenciais a essa altura, e seu parceiro pode ajudá-la. Um banho quente pode aliviar a dor -- há maternidades que dispõem de banheiras para isso, mas o chuveiro já ajuda. 

Às vezes, em determinado momento do trabalho de parto, o colo do útero começa a dilatar menos, ou até pára. Se isso acontecer, experimente mudar de posição, ou pedir uma massagem para seu parceiro. 


Primeiro estágio: terceira fase, a da transição 

Na fase de transição, o colo do útero chega a 10 centímetros de dilatação. As contrações podem durar até um minuto e meio cada, vindo em intervalos de dois em dois ou de três em três minutos. 

Pode ser que você tenha tremedeira, sinta frio ou enjoo (ou talvez não sinta nenhuma dessas coisas!). Para muitas mulheres, essa fase é uma experiência tão intensa que parece que o corpo dela assumiu vida própria. 

O que você pode fazer 

Lembre que falta pouco. Aproveite ao máximo o intervalo entre as contrações para relaxar. No meio da contração, tente achar a posição em que se sentir melhor. Mantenha a respiração ritmada (inspire pelo nariz e expire pela boca, com os lábios relaxados), e, se tiver vontade de gritar, urrar e gemer, não se acanhe. 

Segundo estágio: período expulsivo 

Quando o colo do útero estiver 10 centímetros dilatado, começa o trabalho duro -- e junto vem a emoção, já que a hora de você ver a carinha do seu filho está mesmo chegando. 

É nesse estágio que seu útero empurra o bebê pela vagina, ou pelo canal de parto. Muitas vezes há um certo intervalo nas contrações entre o fim do primeiro estágio e o começo do segundo, e você e seu bebê podem descansar um pouco. 

Quando as contrações voltarem, você vai sentir a pressão da cabeça do bebê entre suas pernas. A cada contração, quando você fizer força, ele vai descer mais um pouco na sua bacia, mas, quando a contração acabar, ele vai recuar! 

Não se desespere. Desde que ele esteja avançando um pouquinho por vez, está tudo bem. Quando a cabeça do bebê estiver chegando na vagina, você vai sentir uma sensação quente, de ardor, e o médico vai anunciar que o bebê está "coroando". 

A cabeça começará a sair, e pode ser que o médico peça para você parar de fazer força. Assim, o bebê nasce mais devagar, e diminui o risco de você ter lacerações no períneo, a área entre a vagina e o ânus. 


Quanto tempo vai demorar? 

Se você já teve um bebê antes, o segundo estágio pode levar menos de dez minutos. Se for seu primeiro filho, pode demorar horas. 

O que você pode fazer 

Siga o que seu corpo pede e faça força quando sentir vontade. Tente não prender a respiração. Você vai ver que pode fazer força várias vezes durante uma mesma contração. 

Você pode tentar mudar um pouco de posição, na medida do possível. Às vezes ficar de lado, sobre a parte esquerda do corpo, facilita a passagem do bebê pelo canal de parto. 

Terceiro estágio: a saída da placenta 


Depois que o bebê nasce, as contrações voltam depois de alguns minutos, mas com muito menos intensidade. Elas fazem com que a placenta se desprenda da parede uterina e caia na parte de baixo do útero. É provável que você tenha vontade de fazer força. 

A placenta, que sustentou o bebê durante toda a gestação, sai pela vagina junto com a bolsa de líquido amniótico vazia. 

O médico vai examinar com atenção a placenta e a bolsa para ver se não sobrou nada para sair. Também vai apalpar seu abdome para verificar se o útero está se contraindo, a fim de conter o sangramento no local onde a placenta estava. 

Quanto tempo vai demorar? 

A saída da placenta leva entre cinco e 15 minutos na maioria dos casos, mas pode demorar até uma hora. 

O que você pode fazer? 

Você não vai estar muito interessada nesse estágio, porque todas as suas atenções estarão no bebê. Só o fato de ver e pegar seu bebê, e de oferecer o seio a ele, já estimula os hormônios que ajudam a placenta a se desprender

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MundoBrasileiro