segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Gestação e Espiritualidade

Encontrei este texto no blog Medicina espiritual, é uma entrevista com a GO Maria das Dores Souza Nunes do Piauí. Achei muito bom o foco da entrevista.

    A ginecologista e obstetra Maria das Dores Sousa Nunes, 40,  especialista em Adolescência pela Universidade Federal da Bahia, trabalha há dez anos na Maternidade Wall Ferraz, no município de Teresina (PI), e há um ano e quatro meses está na sua direção, realizando, junto com alguns colegas, um trabalho mais humano com gestantes e bebês. 
     Abaixo, a médica, membro da Associação Médico-Espírita do Piauí, fala sobre a importância desse trabalho, apresentado, em 2005, no V Congresso Nacional da Associação Médico-Espíritado Brasil (Mednesp). 
    Esse trabalho tem uma abordagem muito natural e espontânea, ressaltando a vivência com as gestantes,e, muitas vezes com parceiro.Orienta a percepção do bebê desde o primeiro trimestre. O preparo é feito até antes da concepção, e independente de credo religioso. A equipe percebe claramente a boa receptividade e até mesmo a melhor qualidade deste pré-natal,em se tratando do desenrolar da gravidez.
    O mais importante de tudo, é que vários casos de aborto tem sido evitados com esse trabalho. 

Folha Espírita – Qual a experiência que você tem vivenciado em Teresina?

Maria das Dores Souza Nunes – A maternidade na qual trabalho e há um ano e quatro meses dirijo, Wall Ferraz, vem, há alguns anos, passando por um processo de humanização do atendimento às gestantes e ao recém-nascido. Dentro dessa ótica, recebeu o título de amiga da criança, e agora será implantado o Maternidade Segura, programa de ações que se desenvolvem e se padronizam em um local com o objetivo de diminuir as taxas de morbimortalidade materna. Tudo com apoio dos governos federal e municipal. Contamos com a presença de uma equipe multiprofissional (médicos, enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais e psicólogo) interessada em um atendimento que vislumbra a paciente como um ser energético e espiritual que transcende a matéria física, unindo forças para um objetivo comum. A idéia do curso gestante–acompanhante (uma oficina onde gestante e acompanhante, parceiro ou outro escolhido por ela, aprendem o que é estar grávida, o que é parir e o que é puerpério) surgiu para aconselhar as usuárias dessa maternidade e, assim, beneficiá-las no processo pré-natal e nascimento.

FE – Como é tratar uma paciente como um ser energético e espiritual que transcende a matéria física em um hospital público?

Maria das Dores – É percebê-la e compreender que seu corpo é energizado e motivado pela força do seu espírito e que a saúde ou a doença são expressão da condição mental.

FE – De quem foi a iniciativa?

Maria das Dores – A iniciativa de humanização é do Ministério da Saúde, mas, como já existia uma equipe já sensibilizada e com uma visão espiritualizada, estendemos a esse patamar.

FE – Como a direção do hospital vê esse trabalho?

Maria das Dores – Como disse, faço parte da direção da maternidade, porém há um reconhecimento geral das atitudes tomadas nessa maternidade. 

FE – E como as mães vêem esse diferencial espiritual? Elas o percebem?

Maria das Dores – Elas percebem esse diferencial como qualidade de atendimento e muito se afeiçoam à equipe.

FE – Vocês estão realizando alguma pesquisa? Qual o objetivo da ação?

Maria das Dores – Não, não se trata de uma pesquisa, mas de uma filosofia de trabalho e vida. O objetivo dessa ação dentro dessa instituição é oferecer um atendimento humanizado, em que a gestante se sinta valorizada, acolhida e possa ser despertada para a realidade do ser espiritual que é, buscando equilíbrio e saúde e permitindo a chegada do seu filho num ambiente de harmonia e tranqüilidade.

FE – O que uma ação como essa afeta a vida da gestante? E a do bebê?

Maria das Dores – A gestação é um momento especial de amor, acolhida e aceitação de uma nova vida. Preparar-se para a chegada de um novo ser entendendo as modificações pela qual passa o seu corpo, preparando-o para o momento do parto, é uma forma de realização pessoal. O recém-nascido recebido num ambiente harmônico e conduzido pelos pais com amor e carinho terá as melhores condições e oportunidades de um desenvolvimento físico e espiritual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MundoBrasileiro