terça-feira, 13 de setembro de 2011

Alimentação da criança a partir de 1 ano

google imagem
Falando sobre como foi a alimentação dos meus filhos (erros e acertos), depois da amamentação exclusiva até o 6º mês,  em um grupo do Facebook, decidi escrever este texto com o intuito de orientar e ajudar as mães que tem bebês já com 1 aninho ou mais. Nesta fase a criança já pode consumir a alimentação que a família come, sem muitos temperos e condimentos fortes.


Segundo o Guia alimentar para crianças menores de 2 anos: "A introdução dos alimentos complementares deve ser lenta e gradual. O bebê tende a rejeitar as primeiras ofertas do(s) alimento(s), pois tudo é novo: a colher, a consistência e o sabor. No início, a quantidade de alimentos que a criança ingere é pequena e a mãe pode oferecer o peito após a refeição com os alimentos complementares. Há crianças que se adaptam facilmente às novas etapas e aceitam muito bem os novos alimentos. Quando introduzir a alimentação complementar, é importante que a criança receba água nos intervalos das refeições. Mesmo recebendo outros alimentos, a criança deve continuar a mamar no peito até os 2 anos ou mais, pois o leite materno continua alimentando a criança e protegendo-a contra doenças.".


google imagem
Então, geralmente nesta fase a criança já começa a manifestar desejos e vontades, quanto à alimentação. E importante que a mãe se mantenha calma, e não se preocupe quando a criança rejeitar um alimento que ela consumia com frequência. NÃO FORCE seu filho a comer determinado alimento, pois ele pode criar uma repulsa e não consumi-lo mais. Do mesmo modo não se deve oferecer recompensa para ele comer tudo do prato, pois pode fazer com que a criança coma compulsivamente, e não crie o gosto pelo alimento em si e também fazer com que a criança de mais valor ao doce, por exemplo.
Deve se tentar estabelecer horários fixos para as refeições. Bebês que tomam leite artificial podem ser mais regrados. Os que mamam no peito, tendem a mamar antes e depois de qualquer refeição, sem prejuízos alimentares e é o mais comum de se ver. Alias, deve se deixar o bebê que mama ao peito, mamar sempre que quiser e mãe estiver por perto!!
Devemos oferecer três refeições principais, e mais dois ou três lanchinhos nutritivos. Alguns exemplos de lanches saudáveis seriam: as frutas ( todas as que a criança aceita bem, e colocando uma novidade aos poucos); iogurte com pedaços de frutas; tomatinhos cereja; cenoura e pepinos, ralados, em pedaços pequenos (claro se a criança já sabe mastigar bem); pedaços de queijo branco; torrada; pão com queijo cremoso ou algum doce de frutas; leite gelado (pode ser de soja) com frutas; 1 fatia de bolo caseiro; 


google imagem


Torne as refeições divertidas e interessantes. E se você tem jeito faça carinhas, ou algo parecido, as crianças adoram! Se a mãe quiser, pode oferecer uma sobremesa após o almoço, como uma fruta ou doce feito em casa ( lembrando que mel é após o 1 ano de idade). Se você quer que seu filho coma alimentos saudáveis, coma junto com ele, sempre mostrando que gosta deste alimento. Os pais são o exemplo dos filhos, e não dá para fugir disso! E afinal de contas todos da família vão ganhar em saúde!
Cuidado com as guloseimas, salgadinhos, embutidos, enlatados, etc, o ideal é não criar este hábito de consumi-los! Doces caseiros e chocolates, se a mãe quiser oferecer,  dados bem de vez enquando, não farão mal ( mas é claro que isso vai de cada família).
Lembre se: prepare alimentos frescos, pois os prontos são cheios de corantes e conservantes, além de serem ricos em gorduras, açucares e sódio. Chás e cafés devem ser evitados, eles reduzem a absorção do ferro ingerido. Dê bastante água  nos dias quentes para evitar desidratação, lembrando que crianças amamentadas já recebem água pelo leite materno, sendo mais fácil a hidratação.


Deixo a seguir os 10 passos para uma Alimentação Saudável Infantil, do Ministério da Saúde: 





4 comentários:

  1. Oioi!!! Adorei o texto! Gostei de ler sobre o assunto da perspectiva de uma Doula Nutri!
    Aproveito pra emendar que o leite usado nas vitaminas e papinhas pode ser o materno tb, o idela para o seu bebe!
    Aproveito ainda pra fazer uma pergunta que 'e mais um desabafo, rs! O que fazer com uma menina que nao aceita de jeito nenhum nenhuma fruta em pedaco! So aceita sucos e a base da sua alimentacao 'e ovo?!
    E compartilho com vcs um texto que escrevi sobre o assunto, a visao de uma DOULA FONO!
    http://acalantobh.blogspot.com/2011/04/transicao-alimentar.html

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  2. Oi Juuu! Amei Doula Fono!!! hehehehe
    Ótimo texto teu,e é a mesma visão das Nutricionistas. Posso postar ele aqui, com teus créditos e link para teu blog, o que acha?
    Sim, é verdade o melhor leite para fazer papinhas, batidas com frutas é o da mãe. Mas muitas mães tem panico de ouvir a palavra ORDENHA, sabe?! O que eu faço? Se não dá meeesmo, se a mãe travou e não consegue tirar, recomendo o NAN, pelo menos antes de um ano de idade, e só para fazer as batidas e papas. É uma alternativa. Não sei se já atendeu mães que dizem que o bebê mama muito bem ao seio, mas o leite da mãe, no copinho não rola?
    Quantos meses a neném tem? Te digo que a minha também era assim (esta com 20 meses agora), não queria pedaço para ir roendo, de lanche, de jeito nenhum. Eu comecei a comer com ela, sentava e comia, e dizia que estava uma delicia! No outro dia ela estava descascando e comendo uma banana, depois um pedaço de maça, e assim foi indo.
    Em relação ao ovo Ju... o ovo deve ser evitado antes do 1 ano, pois pode dar alergia (ele tem potencial alergênico). Se ela já tem acima de 1 ano, e não apresenta nenhum problema em relação a alergias, pode se oferecer o ovo como fonte de proteína, 3 x por semana seria bom. Nos outros dias oferecer outra fonte de proteína animal, ou até vegetal somente. De acordo com a alimentação da família. Consegui te ajudar??

    Bjo grande querida!

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana Luisa!
    Que bom que vc gostou do texto! Pode postar sim ele aqui tb, com meu nome e tal! Vou adorar fazermos essa troca!
    A nenem 'e filha do meu primo. Ja tem 26 meses. Vou dar essa ideia pra ele de sentar e comer e falando que ta bom. Ainda nao tentamos isso! O ovo fico preocupada pq ela come todo dia na verdade. Mas nao tem demonstrado nenhum sinal alergico, apesar do pai dela ter tido alergia a leite qd pequeno, o que foi um trauma na familia!
    Lido sim com muitas maes que nao conseguem ordenhar. E respeito muito, pq com certeza nao 'e nada facil a ordenha. Eu so recomendo o uso do NAN qd o bebe nao mama de forma alguma no peito. Pq se mama de manha e de noite no peito, nao vejo necessidade de ter mais outro tipo de leite.
    Ja atendi sim muitas maes que falam issodo seios versus o copinho. Acho que tem alguns fatores para considerar nessa historia. O primeiro 'e que oferecer o leite no copinho nao 'e uma tarefa nem um pouquinho facil. Entao muitas vezes a ansiedade da mae ou de quem esta oferecendo acaba atrapalhando. Se o caso for esse tento passar direto par ao copinho de bico de pato, com algumas orientacoes mais especificas. Normalmente tb 'e mais dificil a mae oferecer o copinho. Ja que os bebes normalmente percebendo que estao com a mae, vao fazer de tudo para conseguir o peito. Nas primeiras vezes que oferecem o copinho eu sugiro que seja o pai e que a mae inclusive saia de csa por uma hora, va dar uma volta, ou no salao. Pq se nao a ansiedade e as dificuldades acabam fazendo o pai ceder e pasar o bebe para a mae oferecer o peito. Essas orientacoes sao muito comuns para mulheres que precisam voltar a trabalhar antes dos seis meses e querem manter o aleitamento materno exclusivo!
    Vamos trocando ideias! Ah! E parabens pelo sucesso do Blog nesse primeiro ano! Bjus Lu

    ResponderExcluir
  4. Oi LUUUU!(digitei errado quase chará, hehe). Os pais dando o exemplo,comendo o que eles querem que o filho coma, é o um dos fatores que vai construir os hábitos alimentares da criança, e é um dos mais importantes! Ovo todo dia, como te falei, não recomendo, existem outras fontes, que não contenham tanto colesterol. A questão da ordenha, ao meu ver é algo muito particular, e que na minha opinião deve ser encorajo e estimulado sempre. Concordo totalmente em relação ao copinho, Lu! É muito fácil oferecer o leite nele, os bebês aprendem rápido. E sim, quem vai ter que oferecer o leite ordenhado e outra pessoa. Também recomendo que as mães saiam de casa, porque elas ficam aflitas, dificultando o processo.
    Obrigada pelo carinho Lu! É para vocês que faço ele! Vou compartilhar teu texto com teu nome e link do Blog! Bjão

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MundoBrasileiro